Mais Que um Beijo Uma expressão de amor

Quem viu a Festa do Oscar ontem teve, além da oportunidade de assistir o beijo homossexual ao vivo mais visto na história da tevê, a constatação definitiva de que ser homossexual não resume o ’sujeito’ ao conceito reducionista de apenas um praticante de sexo entre iguais. O que o mundo viu foi uma expressão de amor, o direito à liberdade dessa expressão, de amor e de afeto, comum a qualquer sujeito e um direito de todos. O que o mundo viu, foi que não não existem diferenças de amor. Amor é amor e ponto.

Que se ressalte a coragem dos que saem na frente, dos que erguem bandeiras e abrem as portas do futuro, um futuro de igualdade. Sem medo de ser feliz, de ser julgado, de dar a cara a tapa ou de se tornar menor por isso. Aquele que enfrenta e luta por suas verdades, seus direitos e ideais, só cresce, só ganha. Que exemplos como os de Ellen, Melissa e Tammy possam encorajar outros, que ainda temem que a sua orientação afetivo-sexual possa significar ostracismo ou fracasso profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *